Condenado a um ano e oito meses de reclusão por abuso de poder econômico e compra de votos nas eleições de 2004, o ex-prefeito de Monte Negro (RO), deputado estadual Jair Mioto recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar reverter a sentença. O ministro Marcelo Ribeiro vai analisar o pedido.

A denúncia do Ministério Público revela que Jair teria doado materiais de construção para o pastor da Assembléia de Deus no município, em troca de votos para o candidato apoiado de Jair, Eloísio Antonio.

Em sua defesa, Jair afirma que o fato apontado realmente aconteceu. Ele colaborou com R$ 2,5 mil para a construção do templo da Assembléia em Monte Negro. Mas além de ter ocorrido em março de 2004 – portanto fora do período eleitoral, o ato não teve qualquer conotação política, nem se vinculou a eventual propósito de obtenção de votos, “conquanto o recorrente [Jair] sequer foi candidato a qualquer cargo no pleito que se avizinhava”.

Assim, alegando que a ajuda financeira foi a título de mera doação, sem interesse político, Jair pede para ser absolvido pelo TSE.

Fonte: Na Hora Online