A assessoria do cantor Adhemar de Campos realizou uma entrevista com o ministro de louvor para que ele esclarecesse sobre as notícias que saíram em alguns blogs evangélicos sobre sua aposentadoria.

Ao contrário do que foi dito o pastor, cantor e compositor não pensa em abandonar o ministério, apenas estará tirando um tempo para descansar e se reciclar.

É apenas por este motivo que ele não tem realizado apresentações nos últimos meses. “Separei um tempo para me reciclar e descansar. Foi e tem sido muito proveitoso, a ponto de desejar repetir oportunamente essa experiência”, disse ele.

Conhecido em todo o Brasil por suas belas canções, o pastor Adhemar de Campos brinca com a notícia de sua aposentadoria e diz que não pretende deixar o ministério por enquanto.
“Alguém me aposentou e esqueceu de me avisar… Isso é boato, pois em nenhum momento declarei algo relacionado à aposentadoria até porque tenho muito a fazer ainda”.

Leia a entrevista completa:

[b]Com toda a sua experiência, quais são as suas impressões sobre os ministérios dentro das igrejas hoje, em especial, com a música?
[/b]
Normalmente os ministérios seguem a orientação do pastor da igreja. O ministério da musica também é fruto da influência pastoral como os demais, o que inclui a preferência musical do pastor somada a alguma concessão relacionada ao gosto musical dos jovens de sua congregação. Em minha opinião, a maioria das igrejas tem amadurecido nessa questão fazendo um bom trabalho de música e louvor. Apesar disso é necessário verificar à luz da Bíblia o conteúdo daquilo que cantamos. Falo muito sobre isso no meu livro “O que a igreja deve cantar” da Editora Folego.

[b]O que isso traz como peso ou responsabilidade para o seu ministério, de forma particular?
[/b]
O trabalho de música geralmente é realizado nos cultos das igrejas. O propósito é, através dos ministros, fazer-se uso da música para inspirar a congregação na adoração ao Senhor, e assim abrir caminho para o ministério da palavra. Diante disso fica evidente que a responsabilidade dos ministros é grande, requerendo dos mesmos, muita preparação espiritual e musical.

[b]Pastor Adhemar, você está um pouco ausente dos eventos e apresentações nos últimos meses. O que te levou a separar esse tempo?
[/b]
Separei um tempo pra me reciclar e descansar. Foi e tem sido muito proveitoso, a ponto de desejar repetir oportunamente essa experiência que recomendo a todos que têm uma atividade intensa na obra de Deus.

[b]Como isso tem refletido em sua vida?
[/b]
Estou mais relaxado (no bom sentido, né), mais disposto, feliz, inspirado, ponderado e com um novo pique.

[b]O que você tem a dizer sobre o boato de que você teria declarado uma “aposentadoria ministerial”?
[/b]
(Risos)Tenho a dizer que alguém me aposentou e esqueceu-se de me avisar… Isso é boato, pois em nenhum momento declarei algo relacionado à aposentadoria até porque tenho muito a fazer ainda.

[b]Acha que é preciso esvaziar a agenda pra encher o coração, às vezes?
[/b]
Com certeza sim, sob pena, de seguirmos ministrando sem profundidade caso não seguremos a agenda.

[b]Deixe uma palavra em consideração às pessoas que te admiram, acompanham o seu ministério e querem levar você para os eventos e igrejas.
[/b]
Primeiramente quero agradecer todo interesse e carinho demonstrado por aqueles que me acompanham há anos bem como aqueles que me conheceram mais recentemente. Amo o povo de Deus, amo a igreja do Senhor e é meu desejo servir com alegria enquanto Deus me der vida. Um abraço!

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]