O tucano é conhecido como “bon vivant”, uma pessoa que sabe aproveitar os prazeres da vida.

O candidato à presidência da República Aécio Neves (PSDB) visitou a Convenção Geral das Assembleias de Deus, mas de acordo com o presidente político da CGADB, o pastor Lélis Marinhos, a imagem do tucano pode prejudicá-lo diante dos evangélicos.

Aécio Neves é conhecido como “bon vivant”, uma pessoa que sabe aproveitar os prazeres da vida. Para o pastor a forma como o candidato do PSDB conduz sua vida pessoal não condiz com o modo de vida pregado nas igrejas.

“A igreja é muito conservadora”, disse Lélis ao blog Painel, da Folha de São Paulo. “Aécio não comunga do modo de vida pregado por nós”, continua.

Ainda segundo o pastor “qualquer fato considerado como desvio de conduta” não é indicado aos fiéis, mas apesar desse posicionamento, as Assembleias de Deus podem levar em consideração outros fatores para apoiar ou não o tucano.

“Tem que ser estudado em uma conjuntura muito mais ampla, que aborde só esse tema”, disse Lélis Marinhos.

Segundo o Data Folha Aécio Neves aparece com 20% das intenções de voto ficando em segundo lugar. Mas entre os evangélicos pentecostais esse número cai para 14%.

[b]Fonte: Gospel PRime[/b]