Um ajudante do aiatolá Ali Sistani, a máxima autoridade xiita no Iraque, foi assassinado hoje em sua casa ao sul de Basra, 500 quilômetros ao sul de Bagdá, informou hoje a agência de notícias iraquiana “Aswat al-Iraq” (“Vozes do Iraque”).

Segundo uma fonte do Conselho do Governo de Basra, citada pela agência, um grupo armado invadiu a casa de Hussein al-Hussein, em Yeneneh, seis quilômetros ao sul de Basra, e matou-o a tiros.

A fonte acrescentou que Hussein era o imame da mesquita al-Mahata, de Basra. Ele também militava nas Brigadas Badr, braço armado da Assembléia Suprema da Revolução Islâmica (ASRI).

Com a morte de Hussein, são cinco os ajudantes de Sistani mortos por grupos armados nos últimos meses. Fadel Akel, Rahim Hasnawi, Zazem al-Badri e Abdula Falak foram assassinados recentemente na cidade de Najaf, cerca de 170 quilômetros ao sul de Bagdá, considerada santa pelos xiitas.

Fonte: EFE