“A igreja é como uma barraca que se preocupa com os que estão debaixo dela. Como um hospital que cura os que estão dentro dele. E o mais importante é que a igreja é como uma família para aqueles que vivem como estranhos em seu próprio país”, é o que diz o pastor sírio, Boutros.

Ocupado o 3º e 4º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa, respectivamente, Iraque e Síria possuem hoje cenários caóticos de guerras. Pesquisas recentes mostram que no Iraque existem entre 250 a 500 mil cristãos. Na Síria, o número aproximado é de 1,1 milhão em 2014. Nos dois países, o número de cristãos vem diminuindo em razão da quantidade de fugas.

A Portas Abertas acredita que por meio de treinamento, aconselhamento e acompanhamento psicológico e espiritual para líderes e cristãos refugiados e apoio emergencial com distribuição de cestas básicas, itens de higiene pessoal e literatura cristã é possível alicerçar a igreja no Iraque e Síria.

Pastores e líderes, principalmente, tem recebido suporte para guiarem o Corpo de Cristo. Eles, assim como o pastor sírio Boutros, são gratos por toda ajuda vinda do todas as partes do Mundo. Você também pode ajudar a manter a igreja nesses países. [url=https://doe.portasabertas.org.br/]Saiba mais sobre como abençoá-los[/url].

[b]Fonte: Porta Abertas Brasil[/b]