O helicóptero agora pertence à Assembleia de Deus Ministério de Madureira em São Caetano do Sul.

O governo de São Paulo conseguiu vender nesta terça-feira para uma igreja evangélica o helicóptero que era usado para transportar o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e autoridades do Executivo.

A negociação demorou quase um ano para ser concluída desde que Alckmin anunciou, em meio aos protestos de junho de 2013, que venderia a aeronave para reforçar o caixa do Estado e bancar a manutenção da tarifa dos trens e do metrô a 3 reais.

Foram quatro tentativas de se desfazer do helicóptero – em três delas não houve compradores interessados.

O helicóptero tem bancos de couro marrom, suporte para bebidas e capacidade para seis passageiros, fora dois tripulantes.

O Sikorsky S-76 de prefixo PP-EPF, que ficava à disposição do tucano, agora pertence à Assembleia de Deus Ministério de Madureira em São Caetano do Sul.

A igreja do ABC paulista é liderada pelo pastor Marcos Roberto Dias. Ele pagará cerca de 850.000 dólares pela aeronave (cerca de 1,8 milhão de reais). A quantia é 170.000 dólares mais baixa do que o governo paulista previu que arrecadaria.

[b]Fonte: Veja.com[/b]