Em abril, diversas entidades que atuam pela liberdade religiosa no mundo com a Religious Liberty Partnership (RLP) lançaram uma declaração sobre a crise em que passa a Síria.

O texto pede atenção às “minorias éticas e religiosas vulneráveis” e será encaminhado para o Embaixador Especial das Nações Unidas do país. Também foi feita uma convocação para um dia de oração pela nação.

O documento foi chamado de Declaração Istambul sobre a Igreja na Síria e aborda a situação de cristãos e outras minorias. O texto também convoca a comunidade internacional a “prover suficiente proteção para todas as comunidades étnicas e religiosas, bem como seus locais históricos, religiosos e culturais”. A instituição brasileira Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (Anajure) compõe a lista de entidades que assinam a declaração.

A declaração foi elaborada no encontro anual de organizações da RLP, que aconteceu em Istambul em março. A Religious Liberty Partnership se compromete “a se sensibilizar e trabalhar em prol de uma solução pacífica da atual crise, incluindo a reconciliação entre várias comunidades étnicas e religiosas; e utilizar práticas que priorizem o bem-estar de todos os Sírios ao prover assistência e advogando em nome dos vulneráveis”.

“Como membros da Religious Liberty Partnership, reunimo-nos em Istambul na Turquia e apoiamos o apelo de nossos irmãos e irmãs sírios à igreja mundial para orar pela nação e pela igreja Síria em meio à atual crise. Nós especificamente convocamos as denominações Cristãs e organizações mundiais a levar este apelo aos seus membros, em reconhecimento de que nós somos um corpo unido em Cristo”, informa a declaração.

“O êxodo de Cristãos e outras minorias étnicas e religiosas da Síria, bem como os ataques e destruição de locais religiosos de todas as religiões” é uma das preocupações listadas no documento. A falta de respeito aos direitos humanos e segurança e bem-estar também integram a lista de pontos de atenção na Síria.

A ANAJURE também convoca a igreja brasileira para oração e ação em prol da Síria. “Aqui no Brasil, estamos convocando toda a Igreja evangélica brasileira, através das suas principais lideranças, a se somar a esses esforços de oração e ação em favor dos nossos irmãos da Síria. Do mesmo modo, já acionamos a representação evangélica no Congresso Nacional brasileiro, através do Deputado Federal Roberto de Lucena, que integra a Comissão de Relações Exteriores da Câmara, para aprovar uma menção de apoio a esta iniciativa mundial patrocinada pela RLP, assim como acionar o Ministério das Relações Exteriores para que encaminhe a Declaração e faça com que o Governo Brasileiro tome as devidas providências”, disse Uziel Santana, presidente da ANAJURE.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]