Dois anos depois de conquistar pela primeira vez o Grammy Latino na categoria Melhor Álbum Música Cristã em Língua Portuguesa, Aline Barros (foto) repete a dose com um CD infantil, que vai ganhar versão em DVD.

Aline Barros é bicampeã do Grammy Latino. Na 7ª edição do evento, realizada no dia 2 de novembro, no Madison Square Garden, em Nova York, a cantora recebeu o troféu de Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, pelo CD “Aline Barros & Cia.”, produzido por Rogério Vieira e lançado pela gravadora MK Music.

O resultado causou surpresa no mercado gospel brasileiro. Única artista indicada da MK Music, Aline Barros desbancou os outro quatro candidatos – Soraya Moraes, Cristina Mel, Mara Maravilha e Robson Nascimento, todos da Line Records – com um trabalho voltado para o público infantil.

“Dar presente é bom. Mas quando entendemos que existem valores que são eternos e preciosos, a expectativa em relação aos nossos filhos vai muito mais além do que desejamos para eles como pais”, disse Aline, em texto divulgado pela assessoria de imprensa da MK Music. A mãe de Nicholas também concorreu ao Grammy Latino 2006 na categoria Música Cristã em Língua Espanhola, com o CD “Aline”, da Integrity Music.

A fama de Aline Barros nos países de língua hispânica é apontada por muitos como um dos motivos para o resultado surpreendente, por se tratar de um disco infantil. Mas vale lembrar que Aline também concorreu em 2005 e perdeu, com o ótimo CD “Som de Adoradores”. Ano passado, ela foi derrotada pela mesma Soraya Moraes, cujo trabalho ainda não tem grande repercussão no mercado latino.

Além disso, a vitória de Aline em 2004 também causou surpresa na época. Embora já fosse contratada da MK Music, a cantora conquistou o Grammy Latino com um CD lançado por sua antiga gravadora, AB Records, superando o favorito Padre Marcelo Rossi, da multinacional Sony-BMG, e a própria MK, representada pela Igreja Batista Nova Jerusalém.

Por isso, o novo êxito de Aline representa uma conquista dupla para a MK. Além de superar sua principal concorrente e fortalecer ainda mais seu nome no segmento gospel, a gravadora carioca espanta de vez os comentários que circulavam no mercado sobre o fato de ter comemorado injustamente o Grammy anterior.

“Estou muito emocionada por tudo que o Senhor fez e tem feito. E sei que mais bênçãos virão”, comentou Marina de Oliveira, diretora artística da MK, uma das responsáveis pela realização do CD “Aline Barros & Cia.”, que recentemente atingiu a marca de 50 mil cópias vendidas, conquistando disco de ouro.

Marina também trabalha, com Rogério Vieira, na versão em DVD de “Aline Barros & Cia.”, prevista para chegar às lojas antes do Natal.

Cantora ficou 3 anos sem gravar CDs infantis

Lançado no final de 2005, “Aline Barros & Cia.” é o terceiro álbum infantil de Aline, que com ele quebrou um jejum de três anos sem gravar para as crianças. Seu último trabalho para o público mirim fora o CD “Bom É Ser Criança Vol. 2”, feito ainda na AB Records, gravadora que seu pai, o músico e pastor Ronaldo Barros, montou para administrar a carreira da filha (AB são as iniciais de Aline Barros).

Nem o período longe desse ministério nem a responsabilidade de dar seqüência ao sucesso de seu primeiro na MK, “Som de Adoradores”, impediram Aline Barros de mostrar o quanto se sai à vontade gravando canções infantis.

A produção sempre competente de Rogério Vieira (o mesmo de “Som de Adoradores”) deu ao CD um tom divertido, com ritmos animados como pop-rock, reggae, rap, funk e eletropop.

As canções abordam temas diversos. Aline Barros canta desde músicas simplesmente festivas (Pula-Pula , Dança do Pingüim) a ensinamentos bíblicos (A Oferta da Viuvinha, Louvar É Bom Demais).

Também há músicas didáticas e reflexivas, como O Alfabeto, que ensina as letras de forma lúdica; Verde Que Te Quero Verde (Rap dos Legumes) , sobre alimentação saudável; Não Atire o Pau no Gato, um conselho para as crianças não maltratarem os animais; e Você É Especial, que fala sobre o respeito às diferenças entre as pessoas. Um assunto bastante pertinente nesta sociedade tão preconceituosa.

A família da cantora participa bastante do CD. Gilmar, marido de Aline e ex-jogador de futebol, compõe com a esposa e a dupla Beno e Solange de César a sugestiva Campeão. E o filho do casal, Nicholas, solta a voz nas faixas Pula-Pula, O Alfabeto e Verde Que Te Quero Verde.

Um fator extramusical que chama a atenção no CD é o design. A capa tem um formato diferenciado e o encarte é muito rico em fotos e ilustrações de bom gosto.

Aline Barros chega ao Brasil com festa

Após a emoção de ganhar o Grammy Latino pelo Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, a cantora Aline Barros chegou ao Brasil por volta das 11h (horário de Brasília), no Aeroporto Internacional Tom Jobim, neste domingo, 05/11. O CD Aline Barros & Cia., lançado pela MK Music, rendeu à cantora um momento único, que, segundo Aline, foi uma “experiência inesquecível”. E apesar do entusiasmo, a cantora aproveitou para deixar um recado à família brasileira: “Papai, mamãe e crianças continuem amando o Senhor Jesus, porque ele é o Salvador da nossa vida. Temos sempre que render graças a Ele”.

Para receber a cantora, muitas crianças estavam presentes. Inclusive, as meninas que participaram da gravação do DVD Aline Barros & Cia., que será lançado para o Natal, e também equipe do Grupo MK de Comunicação. Todos fizeram uma festa no aeroporto, enquanto aguardavam a chegada de Aline Barros. A “Dança do Pingüim” foi a mais cantada pelas crianças. A mãe da cantora, a pastora Sandra Barros, da Comunidade Internacional da Zona Sul, chegou ao Tom Jobim com neto, Nicolas, filho de Aline, que estava ansioso pela chegada da mãe. “Vó, cadê a mamãe”, perguntou Nicolas diversas vezes.

Aline chegou acompanhada do marido Gilmar e do relações-públicas, Laudeli Leão, que representou a gravadora em Nova Iorque. O público vibrou e Nicolas correu ao encontro da mãe. A cantora, emocionada com a surpresa, glorificou o nome do Senhor e agradeceu à MK. Alomara Andrade, Comunicação Integrada do Grupo MK, recebeu Aline em nome da diretoria da empresa e entregou um buquê de flores.

“Agradecemos a Deus por essa bênção, mas também a você por ter sido canal dessa alegria. Pois temos visto o Senhor nos surpreender a cada instante. Ele sempre está no controle de tudo”, disse Alomara, em nome de Yvelise de Oliveira e do deputado federal Arolde de Oliveira.

Aline fez questão de parabenizar a MK Music pela conquista. “Aproveito para dar os parabéns à MK e a todas as pessoas que acreditaram e trabalharam para a realização desse álbum. Que o Senhor abençoe a cada um. Tenho certeza de que esse projeto nasceu do coração de Deus”, afirmou. Segundo a pastora Sandra, essa foi uma inesperada vitória. “Esse prêmio foi tremendo. Na verdade, eu não esperava que a Aline fosse ganhar. Foi uma surpresa maravilhosa. Considero essa premiação muito especial por causa do trabalho voltado para as crianças. Sei que Deus ainda tem muito para fazer na vida e no ministério dela. Filha, que Jesus continue abençoando você”, disse.

O clima não poderia ser outro: festa, alegria e muita emoção pela noite inesquecível de quinta-feira. “Não tenho palavras. Realmente, foi uma emoção muito forte. Na hora que ouvi o nome da Aline, minhas pernas travaram. Foi um momento lindo demais, que nunca esquecerei”, lembrou Laudeli. Gilmar, esposo de Aline Barros, também não sabia como definir essa premiação concedida pelo Senhor. “Foi um momento inesquecível. Glorifico a Deus por esse presente”, exclamou.

A cantora, o tempo todo, agradeceu a Deus pela vitória. “Estou muito feliz. Feliz demais! Estou satisfeita por trazer esse prêmio aqui pro Brasil e celebrar essa conquista com o povo de Deus, para honra e glória do nome do Senhor, com todas essas crianças lindas que estão aqui. Por falar nelas, que coisa mais fofa! Elas estão lindas vestidas de pingüim! Aliás, todas as crianças são lindas. Elas são como diamantes, que Deus tem me ensinado a lapidar e fazer com que elas brilhem cada vez mais”, disse.

A cantora confessou que, no momento que ela escutou anunciarem o nome dela como vencedora do Grammy, o nervosismo foi inevitável. “Entrei de uma forma muito engraçada. Quando ouvi o meu nome como ganhadora, ainda estava descendo as escadas. Fui correndo receber o prêmio. O Gilmar só glorificava o nome do Senhor. O Laudeli não conseguia mais andar. E meu pai, sentado lá frente, dizia que eu já estava chegando. Foi hilário! Mas creio que Deus permitiu que a minha entrada fosse diferente. Afinal, pude falar de uma forma linda sobre o projeto de Deus voltado para as crianças. Resumindo, foi um dia muito especial. Como filha do Rei, eu entrei naquele lugar para que o nome do Senhor fosse glorificado. E é isso que verdadeiramente importa. Jesus foi exaltado! Então, glória a Deus”, comemorou.

O Grammy Latino é o reconhecimento máximo da Indústria Fonográfica na América Latina. A gravadora MK Music tem estado entre os indicados desde 2004, quando a categoria de Melhor Álbum Cristão em Língua Portuguesa foi criada. Mas foi nessa sétima edição do evento – a terceira com esta categoria -, que aconteceu no Madison Square Garden, em Nova York (EUA), que a MK Music conquistou seu primeiro prêmio. Assim, Aline Barros e a MK Music entram para a história. Afinal, Aline foi a primeira cantora gospel brasileira a ser premiada. Agora, ela é bicampeã. E a MK Music é a primeira gravadora gospel a ganhar um Grammy Latino com um trabalho dedicado às crianças.

Fonte: Universo Musical (www.universomusical.com.br) e Grupo MK de Comunicação