Nos Estados Unidos, eleitores democratas são mais propensos a votar em um candidato à presidência muçulmano do que evangélico, segundo pesquisa desenvolvida pelo Instituto Gallup.

Comparada com a política de “esquerda” no Brasil, os eleitores democratas defendem políticas sociais voltadas às minorias, como a legalização do casamento gay e do aborto.

Já os republicanos, comparados aos de “direita”, são a favor da defesa da família, contra o casamento gay e o financiamento de abortos com recursos públicos.

De acordo com estudo, 66% dos democratas afirmam que votariam em evangélicos para a presidência — 18 pontos atrás republicanos, com 84% de preferência.

No entanto, 73% dos democratas disseram que votariam em um muçulmano. Menos da metade dos republicanos (45%) disseram que fariam essa votação.

[b]Fonte: Guia-me[/b]