Até aqui a maior contratação da TV em 2009, a jornalista Ana Paula Padrão diz não temer nenhum tipo de influência ou interferência da Igreja Universal em seu trabalho nos próximos quatro anos, onde será a nova âncora do principal telejornal da Record até 2013.

A Igreja Universal é a proprietária da emissora.

“Não acredito em interferência porque não estou lá para opinar. Vou apresentar, e também fazer reportagens, ir atrás de histórias, que é o que eu sei fazer. Não tenho função executiva”, declara.

Padrão também se diz despreocupada com o fato de que, em passado recente, o departamento de jornalismo da emissora já tenha sido usado para defender interesses da Igreja Universal e seus membros (em ataques à Folha de São Pauloe às Organizações Globo).

Fonte: UOL