A chanceler alemã, Angela Merkel, será a primeira chefe de Governo da Alemanha a receber no seu escritório o Dalai Lama, máxima autoridade religiosa e chefe do Estado tibetano no exílio, apesar das pressões da China para que o líder budista seja ignorado pelos líderes ocidentais.

A edição de hoje do jornal alemão “Bild” revela o encontro e destaca que Merkel aceitou o pedido de audiência do Dalai Lama por considerar que está em jogo a credibilidade da política de direitos humanos da Alemanha.

O jornal acrescenta que as autoridades chinesas foram informadas da reunião, marcada para 23 de setembro, em Berlim com duração provável de uma hora. Mas ainda não reagiram oficialmente, apesar de serem esperadas duras críticas.

A reunião entre Merkel e o Dalai Lama acontecerá poucas semanas depois da visita oficial da chanceler alemã à China. Ela não hesitou em criticar abertamente as violações dos direitos humanos.

Angela Merkel conhece o Dalai Lama, com quem se reuniu em meados de 2005, também em Berlim. Na época, ela era a presidente da União Democrata-Cristã, então na oposição e hoje no Governo.

Fonte: EFE