Um dia após o candidato Fernando Haddad (PT) dizer que não buscaria apoio de igrejas, seu adversário Celso Russomanno (PRB) afirmou que vai continuar prestigiando o setor.

“Acho extremamente importante o trabalho das igrejas e vou prestigiá-las. Acho que quanto mais igrejas, mais religiões nós tivermos, menos gente está matando, menos gente está roubando”, afirmou, destacando que não falava especificamente sobre a posição do petista.

O partido de Russomanno é ligado à Igreja Universal. Ele também busca o apoio das igrejas Renascer e Internacional da Graça de Deus.

O ex-deputado visitou a Bienal do Livro na tarde desta sexta-feira (17). Ele tirou fotos e deu autógrafos, principalmente para crianças e adolescentes.

No evento, Russomanno cruzou com o candidato Gabriel Chalita (PMDB), que também fazia campanha no local. Os dois se cumprimentaram.

Russomanno comemorou o resultado da pesquisa Ibope que apontou que ele venceria José Serra (PSDB) em um eventual segundo turno. Ele não quis falar sobre o crescimento de Haddad na pesquisa -as intenções de voto do petista subiram três pontos percentuais em relação ao último levantamento e ele está em terceiro lugar.

Russomanno disse que vai fazer parcerias com editoras e incentivar doações para aumentar o volume de livros na biblioteca das escolas. Ele também prometeu abrir os estabelecimentos aos finais de semana com a ajuda da comunidade.

O candidato afirmou ainda que vai incentivar parcerias público-privadas para garantir espaços para grandes eventos na cidade. Russomanno prometeu também diminuir a burocracia para a realização de eventos na capital, principalmente em vias públicas.

[b]Fonte: Jornal Floripa[/b]