Fernanda Brum durante gravação de videoletra para seu novo CD
Fernanda Brum durante gravação de videoletra para seu novo CD "Som Da Minha Vida"

A cantora Fernanda Brum comunicou seus seguidores nas redes sociais de que não irá mais atualizá-las por conta de ataques que vinha sofrendo por parte de alguns usuários.

Sem deixar claro o que teria acontecido, ela pede perdão aos que se sentiram ofendidos com vídeos de ministrações antigas e declara que irá se recolher para um período de jejum e oração.

“Existe uma corrida por likes e audiência por todos os lados. As pessoas são escolhidas para serem hostilizadas. Guerra espiritual é o nome disso. Se fiz algo por merecer, me escondo em Jesus e debaixo de Seu sangue, me prostro diante dEle e me recolho a minha igreja. Estarei fora de todas as minhas redes”, escreveu.

Na postagem a cantora declara que sua assessoria manterá as redes com informações sobre seu ministério, mas que ela lançará em breve um relógio de oração em favor do Brasil que “está fervendo”.

Polêmica sobre o Carnaval

Ao que tudo indica, Fernanda Brum foi criticada por conta de um vídeo onde ela dizia que cada etnia entrará no céu com sua cultura e ritmo. Ela, como brasileira, entraria no céu sambando. Assista o vídeo aqui.

Com a chegada do Carnaval o vídeo dessa ministração foi editado e compartilhado, gerando revolta em internautas. Por isso, a pastora da Igreja Profetizando as Nações resolveu deixar as redes sociais.

“A todos que de alguma maneira se sentiram ofendidos pelo vídeo de quase 5 anos atrás, quando eu falava que cada etnia entraria no céu com sua tradição, e com seu ritmo, eu peço perdão”.

Irritada, ela fala ainda de outro vídeo, um onde ela pede para que os fãs que a cercavam não tocassem em seu corpo, mais precisamente no quadril e glúteos. No recado de despedida das redes, Fernanda Brum ironiza dizendo que para seus críticos, ela deveria permitir que a tocassem como os homens assediadores tocam nas mulheres em vagões de trens.

Não há muito o que dizer sobre a onda de frases e ataques contínuos que tenho sofrido no face e na internet. São estações, já vivi isso antes. Existe uma corrida por likes e audiência por todos os lados. As pessoas são escolhidas para serem hostilizadas. Guerra espiritual é o nome disso. Se fiz algo por merecer, me escondo em Jesus e debaixo de Seu sangue, me prostro diante dEle e me recolho a minha igreja. Estarei fora de todas as minhas redes. Minha Assessoria sempre cuidou de tudo por aqui. O meu tempo com Deus é muito precioso e a busca em jejum e oração é o que me fará vencer. Deixo minhas redes à disposição de minha igreja e mergulho na palavra e na minha família de maneira intensa e profunda. “Deixando as redes, os discípulos foram atrás de Jesus… Eu abençoo cada um de vcs de todo meu coração. Perdoo todos que vieram aqui me tirar um pedaço. Sou inteira de Jesus. Ele me trata e me protege. Até breve! O país está fervendo! Precisamos orar. Aguardem o relógio de oração aqui e no face. Vamos guardar nossas armas “espadas” e lutar com as armas certas! As espirituais! Com quebrantamento e respeito, me retiro um pouco, me deem licença. Só um pouquinho… ah! A todos que de alguma maneira se sentiram ofendidos pelo vídeo de quase 5 anos atrás, quando eu falava que cada etnia entraria no céu com sua tradição, e com seu ritmo, eu peço perdão. Aos que ficaram tristes com o vídeo que eu peço que não peguem em meu quadril e glúteos, me perdoem. Eu deveria ter deixado q tocassem meu corpo, como as mulheres são tocadas nos vagões de trem, só para não causar desconforto aos que assistem aos vídeo EDITADO? Resisto à tentação de me defender e peço que o Senhor me defenda. Em amor, lucidez e humildade, para a Glória de Deus, eu peço que me perdoem. Até breve!

Uma publicação compartilhada por Fernanda Brum (@brumfernanda) em

Fonte: JM Notícia