Renata Carvalho, transexual que faz papel de Jesus homossexual
Renata Carvalho, transexual que faz papel de Jesus homossexual

Com a polêmica criada pela exibição da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” no Festival de Inverno de Garanhuns, o Governo do Estado de Pernambuco divulgou uma nota informando o cancelamento da apresentação do espetáculo.

Na nota, a Secretaria de Cultura de Pernambuco afirmou que “diante da polêmica causada pela atração e da possibilidade de prejuízos das parcerias estratégicas e nobres que o viabilizam. O Festival de Inverno de Garanhuns foi criado para unir e divulgar nossas expressões culturais e não para dividir e estimular a cultura do ódio e do preconceito”.

“O tema do festival este ano é um tema de luta. Já perdemos várias e ganhamos outras. O tema será mantido e esperamos um apoio da sociedade porque a liberdade está mais necessitada do que nunca de defesa”, disse o o secretário de Cultura.

Em sua página no Facebook, Marcelino Granja critica “a intolerância” demonstrada por aqueles que se manifestaram contra a apresentação do Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, liderada pelo prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), que, em entrevista à Rádio Jornal de Garanhuns, disse que não permitiria que o espetáculo fosse apresentado no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, embora a intenção dos organizadores fosse apresentá-lo na Casa Galpão, um espaço alternativo com capacidade para 70 pessoas, com censura 18 anos e no horário alternativo das 23 horas.

Na sexta (29), o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, inflamou a polêmica ao afirmar que não abriria as portas do Centro Cultural da cidade, no próximo dia 26 de julho, para a apresentação. Segundo o prefeito, o espetáculo, que faz uma releitura de Jesus vivendo nos dias atuais como uma travesti, é uma ofensa a grupos religiosos.

NOTA

O gabinete da Prefeitura de Garanhuns divulgou na noite do sábado (30) uma nota sobre o cancelamento. No texto, o prefeito Izaías Régis manifesta sua “satisfação” com o cancelamento da apresentação, nega que o protesto aconteça por conta de disputas políticas (Izaías apoia o candidato de oposição ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro) e diz que não é contra a liberdade de expressão, apesar da pressão para o cancelamento. Confira a nota completa:

“O Governo Municipal de Garanhuns, na sua representação oficial o prefeito Izaías Régis, vem a público manifestar sua satisfação de ver que o clamor da sociedade de Garanhuns num pedido expresso de respeito à fé cristã, que foi transmitido para todo o Estado a partir de uma entrevista sua a uma emissora de rádio, reforçado pela população nas redes sociais, bem como ratificado por instituições religiosas que externaram o seu posicionamento, tenha sido ouvido pelo Governo do Estado de Pernambuco, culminando com a suspensão da apresentação em Garanhuns, do espetáculo ‘O Evangelho segundo Jesus – a Rainha dos Céus’.

Lamentamos, portanto, que o Governo Estadual, tenha tentado desvirtuar o fato, querendo relacionar a questões políticas. A figura institucional, o Prefeito Izaías Régis, é a representação oficial da população de Garanhuns, e essa representividade legal a ele outorgada por meio do voto, foi usada para se posicionar, colocando-se não contra a liberdade de expressão artística, mas sim contra a que essa liberdade não viesse a desrespeitar nenhum símbolo sagrado de uma religião, e de todos os seus seguidores.

O que não podemos deixar de ressaltar é que infelizmente, esse tipo de situação ocorre, porque o Festival que é de Garanhuns, é discutido e formatado sem nenhuma participação do povo de Garanhuns. Mas, sigamos, que tenhamos um Festival de Paz e que Deus continue nos abençoando.” Gabinete do Prefeito

Fonte: JC online