Mesmo com o pedido do vereador João Cláudio Moreno (PC do B), autor da Lei do Silêncio de Teresina, o projeto que livra igrejas e templos de multas por conta do barulho permaneceu na pauta e foi aprovado pelos vereadores na tarde desta terça-feira (20).

O projeto é uma alteração proposta pelo vereador Elizeu Aguiar (PTB) à Lei de João Cláudio, sugerindo que os templos relogiosos não sejam multados por uso do som até as 21h.

João Cláudio alegou recomendações médicas para faltar a sessão, por está sem voz há seis dias. Ele pediu adiamento por pretender participar das discussões em torno da alteração.

Elizeu disse que compreendia João Cláudio, mas que não iria retirar o projeto da pauta, mesmo com o pedido do colega. Agora, o projeto segue para a sanção do prefeito Sílvio Mendes, que não deve vetar a medida.

O som de templus e igrejas está entre os principais motivos de reclamações na delegacia do Silêncio. No entanto, os religiosos se queixam tem o direito de realizar seus cultos. Elizeu Aguiar foi eleito com apoio de evangélicos de Teresina.

Fonte: Cidade Verde