O arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, participou de uma audiência na justiça no início da noite desta segunda-feira (19). Ele é acusado de injúria, calúnia e difamação pela dona de casa Ivânia Olímpio de Queiroga.

O arcebispo teria sugerido que Ivânia tinha um relacionamento amoroso com o padre João Carlos Santana, o que constituiria adultério, já que ela é casada. O padre foi afastado de suas funções no fim do ano passado por dom José.

A audiência durou cerca de 10 minutos. Os advogados de Ivânia tentaram um acordo com o religioso, pedindo que ele se retratasse, pedindo desculpas em juízo.

Dom José Cardoso se recusou a pedir desculpas, dizendo que não difamou, caluniou ou injuriou a autora da acusação.

“Eu não posso fazer este tipo de retratação. Sou uma autoridade religiosa e isso seria reconhecer que cometi as acusações”, disse dom José, ao sair da audiência. “Não sou o autor das acusações, que já são conhecidas nacionalmente há muito tempo. Também não fui eu quem divulgou essas denúncias. Foi o próprio padre que organizou uma passeata pública e foi aos veículos comunicação”, disse o religioso, referindo-se ao padre João Carlos Santana, ex-administrador da paróquia de Água Fria, no Recife.

Como o arcebispo não quis acordo, os advogados de Ivânia irão formalizar uma queixa crime na Justiça.

Fonte: pe360graus