O presidente da conferência episcopal da Polónia, o arcebispo Jozef Michalik, disse esta terça-feira que os pais também têm culpa de certos casos de pedofilia, incluindo aqueles que envolvem membros da Igreja Católica.

O comentário do representante eclesiástico surge após a denúncia de alegados atos de pedofilia envolvendo religiosos na Polónia, um dos países mais católicos da Europa.

“Muitos desses casos de abuso [sexual] poderiam ser evitados através de um relacionamento saudável entre os pais”, disse o arcebispo, em declarações à agência noticiosa polaca PAP, em Varsóvia.

“Muitas vezes ouvimos que esta atitude inapropriada [pedofilia], ou abuso, manifesta-se quando a criança está à procura de amor”, referiu Michalik.

“Ela [a criança] apega-se, ela procura. Perde-se em si e arrasta outra pessoa”, prosseguiu o arcebispo.

Apesar de condenar os casos de pedofilia entre membros do clero, “que ninguém, nem a Igreja ou qualquer homem da Igreja pode aceitar”, Michalik também denunciou os efeitos dos divórcios no quotidiano das crianças.

[b]Fonte: A Bola – Portugal[/b]