O arcebispo de Atlanta, Wilton Gregory, disse que desocupará o imóvel em maio o e que a mansão está à venda.

Após vir a público na semana passada pedir desculpas por ter uma casa luxuosa que vale US$ 2,2 milhões (cerca de R$ 4,8 milhões), o arcebispo de Atlanta, Wilton Gregory, anunciou neste final de semana que desocupará o imóvel em maio e que a mansão está à venda.

A decisão foi divulgada pela Arquidiocese de Atlanta após um encontro realizada no sábado (5/4) com mais de 60 representantes das paróquias do norte de Atlanta. “Eu gostaria de agradecer a todos os paroquianos pelas orações, conselhos e preocupações comigo desde o momento que esta questão veio à tona”, afirmou em comunicado da Arquidiocese. “Ele ouviu a opinião de todos e entendeu a decisão de seguir em frente”, afirmou Pat Chivers, diretor de comunicação da instituição católica.

[img align=left width=300]http://s2.glbimg.com/fW8acDV65HWJwqf3KSoP28w01Qw=/400×400/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2014/04/07/wiltongregory.jpg[/img]Segundo a CNN, Gregory mudou-se para a mansão no início de janeiro. No mês passado, a revelação da vida luxuosa do arcebispo revoltou fiéis da comunidade católica local. A mansão de mais de 6000 metros quadrados – que tem até elevador – foi construída com dinheiro de caridade. A casa fica localizada em Buckhead, um dos bairros mais caros de Atlanta, e foi adquirida com dinheiro doado à Arquidiocese por Joseph Mitchell, sobrinho da escritora Margaret Mitchell, autora do romance “E O Vento Levou”. “Não considerei o impacto que a nova casa teria sobre as famílias que lutam para pagar suas contas e dívidas, mas que nunca deixaram de atender pedidos para contribuir com a Igreja”. afirmou Gregory em comunicado divulgado no dia 31 de março, quando desculpou-se pela primeira vez pela mansão luxuosa. “O que nós não paramos para considerar – e eu assumo toda a responsabilidade por isso – é que o mundo e a Igreja mudaram”, escreveu.

A propriedade será vendida – e o dinheiro recebido será investido em benefícios à comunidade católica local, afirmou o comunicado. O arcebispo irá se mudar até maio para alguma outra propriedade da Arquidiocese de Atlanta.

A polêmica vem à tona poucas semanas após o Papa aceitar a renúncia do bispo alemão Franz-Peter Tebartz-van Elst que ficou famoso por gastar US$ 42 milhões em reformas em sua casa na Alemanha. Segundo a CNN, pedidos do Papa Francisco a representantes da Igreja para que optem por uma vida mais simples e com menos luxo têm pressionado bispos ao redor do mundo a adotarem maior austeridade em suas vidas.

[b]Fonte: Época Negócios[/b]