Uma equipe de arqueólogos descobriu em Jerusalém um túnel de 70 metros que data da época de Jesus Cristo, anunciou neste domingo o Departamento israelense de Antigüidades.

O túnel teria sido utilizado pelos habitantes de Jerusalém para fugir da cidade durante o cerco romano no ano 70, apesar de, na realidade, se tratar, segundo o arqueólogo Eli Shukrun, “do principal túnel que servia para drenar a água na antiguidade e que cruza com a principal rua da cidade”.

“O túnel se encontra em excelente estado de conservação e foi descoberto por acaso, há duas semanas, durante uma escavação na Cidade de David”, na parte antiga da capital israelense, que atualmente é o bairro palestino de Silwan, explicou Shukrun.

Em alguns trechos, o túnel tem três metros de altura, está consolidado por pedras perfeitamente alinhadas e vai da piscina de Shilo a uns 10 metros a oeste do Muro das Lamentações, último vestígio do templo judeu destruído pelos romanos no ano 70 dC.

No túnel foram encontrados moedas, lâmpadas de azeite e fragmentos de vasilhas da época romana.

Segundo o historiador Flávio Josefo, do século I, o túnel serviu aos habitantes de Jerusalém para fugir ou se esconder durante o cerco romano.

“O importante desta descoberta é que nos permitirá aumentar nossos conhecimentos sobre a vida cotidiana da Jerusalém daquela época”, afirmou o arqueólogo.

Fonte: AFP