O cardeal dom Aloísio Lorscheider, arcebispo emérito de Aparecida (SP), está respirando com a ajuda de aparelhos e em coma induzido por medicamentos. Ontem ele sofreu um acidente vascular cerebral em razão de problemas cardíacos.

Ele está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital São Francisco de Assis, em Porto Alegre.

A Arquidiocese de Aparecida (167 km de São Paulo) publicou uma nota sobre a internação do cardeal em seu site. Na nota, a arquidiocese, comandada por d. Raymundo Damasceno Assis, pede “a todos” que rezem pela saúde de d. Aloísio.

O único boletim médico divulgado hoje pelo hospital informa que o estado de saúde do religioso é grave. O cirurgião cardiovascular Fernando Luchese, que atende o arcebispo, confirmou que o quadro é bastante delicado.

D. Aloísio foi internado no último dia 28 de novembro no Hospital São Francisco, da Santa Casa de Porto Alegre, devido a convulsões provocadas por uma insuficiência cardíaca. Esta é a quarta internação dele apenas neste ano.

Luchese informou ainda que, devido à insuficiência, o arcebispo de Aparecida se submeteu neste ano a uma cirurgia para a colocação de um marca-passo. A última internação do religioso havia sido em setembro.

O arcebispo é natural de Estrela, cidade de colonização alemã a 50 quilômetros de Porto Alegre. Foi ordenado cardeal em 1976. Durante 22 anos, foi arcebispo de Fortaleza (CE).

Fonte: Folha Online