Uma das principais arquidioceses católicas das Américas pretende vender sua maior sede administrativa para arrecadar dinheiro para as indenizações pagas às vítimas de abuso sexual na paróquias.

De acordo com anúncio feito na terça-feira pelo cardeal Roger Mahoney, arcebispo de Los Angeles, a arquidiocese estuda ainda vender outras 50 propriedades se o dinheiro da venda da sede não for suficiente para pagar as indenizações.

A arquidiocese de Los Angeles é alvo de centenas de processos de pessoas que dizem ter sofrido abusos nas paróquias durante a infância. Em dezembro do ano passado, a maior arquidiocese dos Estados Unidos gastou um total de 60 milhões de dólares em acordos extrajudiciais que encerraram 46 processos.

Ainda há, contudo, uma fila de mais de 500 processos. A sede administrativa da arquidiocese é um prédio de 12 andares numa região valorizada de Los Angeles.

“A arquidiocese deve estar pronta para pagar sua parte”, disse o cardeal Mahoney num comunicado divulgado na terça. Segundo ele, um grupo de trabalho identificou as outras 50 propriedades que podem ser vendidas no futuro. “Mas nenhuma paróquia ou escola paroquial será fechada para pagar essas indenizações”, avisou ele.

De acordo com os especialistas americanos, os cerca de 500 processos remanescentes podem custar à igreja até 1 bilhão de dólares.

Fonte: Veja On-line