A foto do cardeal dom Orani Tempesta ao lado do senador Marcelo Crivella (PRB) em panfletos deixou descontente a cúpula da Arquidiocese do Rio.

Na tarde desta terça (20), o bispo auxiliar do Rio, Dom Antonio Augusto, fez questão de “deixar bem claro” que dom Orani não apoia nenhum dos candidatos.

“Esses panfletos foram feitos sem a autorização expressa da Arquidiocese”, afirmou Augusto. Bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, Crivella lidera a pesquisa de intenção de votos para a Prefeitura do Rio.

A assessoria de Crivella nega que os panfletos foram produzidos pela campanha. Em nota, a Arquidiocese diz que “seus sacerdotes jamais interferirão no exercício legítimo de cada consciência diante da situação política”.

No domingo (18), panfletos com a foto dos dois foram distribuídos na porta de igrejas católicas no Rio. No dia 24, Crivella se reuniu com o arcebispo do Rio e entregou cópia de seu plano de governo ao cardeal. Don Orani recebeu outros quatro concorrentes do senador até agora.

Na nota, a Arquidiocese informa que a “se posiciona como organismo apartidário, enaltecendo os princípios que regem uma legítima democracia e assegurando a sua plena realização, mantendo o respeito pelo direito de consciência que cada fiel católico tem”.

Crivella lidera, com 29% das intenções de voto para a sucessão de Eduardo Paes no Rio, de acordo coma última pesquisa Datafolha. O deputado Marcelo Freixo (PSOL), com 11%, a deputada Jandira Feghali (PC do B), com 8%, e Pedro Paulo, com 8% também, estão tecnicamente empatados, segundo a pesquisa.

[b]Fonte: Folha de São Paulo[/b]