O pastor evangélico Raimundo de Araújo Pinto, 46, foi morto com um tiro no peito, na tarde de 21 de junho, após apartar uma briga de trânsito.

A briga aconteceu em frente à igreja onde ele congregava, na Avenida Nepal, bairro Nova Cidade, zona norte de Manaus.

Testemunhas disseram à Polícia Militar (PM) que a briga de trânsito aconteceu de manhã, depois da colisão entre dois carros. Um dos envolvidos ficou irritado com a intromissão do pastor e, à tarde, voltou ao local do acidente e atirou nele.

Raimundo foi socorrido por vizinhos e levado ao Serviço de Pronto- Atendimento (SPA) do Galileia. Porém, ele não resistiu e morreu antes de ser submetido a uma cirurgia. Segundo o tenente da PM Franklin Terto, os médicos disseram que a bala perfurou o coração do pastor. O acidente não foi atendido pela perícia do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e não foi registrado no 15º Distrito Integrado de Polícia (15º DIP), no Nova Cidade.

O morador Moisés Ferreira, 28, contou que os motoristas dos dois carros quase se agrediram fisicamente, mas a situação foi ‘contornada’ por Raimundo. “Ele pediu calma aos dois homens. Um deles ficou irritado com a intromissão do pastor e tentou discutir com ele, mas não conseguiu. Ficou falando sozinho”, disse.

Segundo ele, algumas horas depois da confusão, um homem não identificado foi até o mercadinho que pertence a Raimundo, ao lado da igreja evangélica, e fez o disparo. O suspeito fugiu em uma moto.

[b]Fonte: D24am
[/b]