Com o crescimento do número de evangélicos no Brasil e a tendência de ser o maior país “protestante” do mundo nas próximas décadas, o mercado está cada vez mais de olho neste segmento que vem se atualizando, criando o próprio estilo e inovações em diversos setores da sociedade. Em 2015, foi a operadora evangélica de celular da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), a “MAIS AD”.

[img align=left width=300]http://www.jmnoticia.com.br/wp-content/uploads/2017/01/MaisAD-300×214.jpg[/img]Desta vez, foi lançada uma nova operadora evangélica também da Assembleia de Deus Ministério de Santo Amaro, tornando-se uma das grandes apostas do mercado para 2017.

A operadora da Assembleia de Deus (CGADB) é primeira no segmento, segundo exemplificado em sua página inicial:

“A MAIS AD é a única operadora que reverte seus lucros para obras sociais e missionárias da igreja. Quando você compra o chip e recarrega seu celular, está contribuindo para que esses projetos e missões possam continuar crescendo e atingindo cada vez mais pessoas.”

A operadora Mais ADSA surgiu em setembro de 2016, também da Assembleia de Deus – Ministério de Santo Amaro, em São Paulo e conta atualmente com 80 mil evangélicos da denominação, e a empresa já emitiu 6 mil chips.

Em sua página inicial vemos o mesmo diferencial de serviço: “Só com a MAIS ADSA você fala e ainda apoia os projetos da sua igreja”.

A tendência para 2017 é que mais operadoras virtuais de celular (MVNO) apareçam, aumentando a concorrência com as gigantes do mercado, podendo fazer baixar os custos dos serviços.

[b]Fonte: JM Notícia com informações de Gospel+[/b]