O pastor José Braga foi expulso por comportamento indecoroso, violando os estatutos da instituição religiosa.

A igreja Assembleia de Deus Pentecostal no Huambo, província de Angola, vai processar judicialmente o pastor José Salukamba Braga, expulso da congregação no dia 12 do corrente mês por comportamento indecoroso, violando os estatutos da instituição religiosa.

Em declarações à Agência AngolaPress (Angop), o presbítero Daniel António revelou que o pastor José Salukamba Braga foi afastado em Agosto de 2010 da liderança do centro “El Shaday” por mau comportamento, em atropelo aos regulamentos disciplinares e dos estatutos da congregação.

“Nós vamos recorrer às instancias judiciais, porque nesta altura os filhos e os parentes do pastor expulso retiraram as chaves, deixando a igreja e as suas dependências fechadas. Está igualmente a apoderar-se de bens e valores monetários da congregação, denegrindo a boa imagem e reputação conquistada pelos fiéis”, disse.

Daniel António apelou aos fiéis no sentido de se manterem firmes na fé em Cristo, visto que as ações dos oportunistas terão fim brevemente com a ajuda da sociedade.

[b]Fonte: Angop[/b]