O primeiro “pastor cristão” abertamente gay da Malásia fez um discurso nesse último domingo pedindo que a igreja não discrimine os homossexuais.

O reverendo Ouyang Wen Feng, que foi ordenado ministro nos Estados Unidos em maio passado quando trabalhou na Igreja da Comunidade Metropolitana, disse para aproximadamente 80 pessoas que os homossexuais devem “recuperar a fé e celebrar a sexualidade”.

“Para alguns de nós, especialmente nossos irmãos e irmãs homossexuais, nós temos experimentado originalmente que o cristianismo perseguiu costumamente as minorias”, afirmou Wen Feng durante um encontro que aconteceu na cidade de Kuala Lumpur.

Wen Feng, de 37 anos, ainda vive nos Estados Unidos, mas garantiu que em breve pretende voltar a morar definitivamente em seu país natal. Ele também declarou que espera incentivar o crescimento do cristianismo na Malásia, país de predominância muçulmana.

“Por muito tempo nós permanecemos quietos. Nós fomos trazidos aqui acreditando que eles estavam certos e nós errados. Mas hoje nós estamos fazendo a história. Nós estamos aqui para dizer para a Malásia que todos nós somos crianças de Deus”, concluiu o reverendo.

A homossexualidade não é proibida especificamente na Malásia, mas a sodomia é punida com até 20 anos de prisão e chicotadas.

Fonte: G Online