Liu Xianbin foi preso no dia 28 de junho na cidade Suining, província de Sichuan, sob a suspeita de “subversão”.

A organização Anistia Internacional acredita que ele está preso por exercer seu direito à liberdade de expressão através de suas atividades em favor dos direitos humanos e da democracia.

Liu Xianbin, 43, é um importante ativista, que já foi preso duas vezes por causa de suas atividades humanitárias. No dia 28 de junho, 14 oficiais de segurança chegaram em sua casa. Alguns deles o levaram para o Escritório de Segurança Pública para realizar um interrogatório. Seus pertences pessoais foram todos confiscados.

De acordo com seu advogado, que encontrou Liu Xianbin no dia 1º de julho, a polícia o questionou sobre seu apoio a outros ativistas, como Chen Yunfei, e seus artigos publicados sobre direitos humanos.

Liu Xianbin está preso no Centro de Detenção da cidade de Suining. No dia 29 de junho, os oficiais interrogaram a esposa dele, por aproximadamente 3 horas. Eles também iniciaram uma investigação na escola em que a filha de 13 anos do casal estuda.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas [/b]