Manifestantes estavam com os seios expostos. Religioso não reagiu e beijou a imagem da Virgem Maria.

Ativistas de um grupo feminista, com os seios expostos, invadiram uma conferência na Universidade de Bruxelas, na Bélgica (Europa Ocidental), e atacaram o arcebispo católico Andre-Joseph Leonard, de Mechelen-Bruxelas, no início desta semana.

[img align=left width=300]http://images.christianpost.com/portugues/middle/55507/ataque-bruxelas.jpg[/img]O protesto foi contra a homofobia, de acordo com as agências internacionais, como a Reuters. Durante o ato, as manifestantes ainda jogaram água no religioso, que não reagiu e evitou olhar para as ativistas seminuas. No fim da manifestação, o arcebispo beijou uma imagem da Virgem Maria ao deixar a sala.

Essa não é a primeira vez que Andre-Joseph Leonard é agredido. No final de 2010, um homem correu até o arcebispo durante uma missa na principal catedral de Bruxelas e enfiou uma torta em seu rosto.

Além disso, dois dos dez bispos da Bélgica têm desafiado publicamente o religioso e o premier católico belga Yves Leterme, segundo relato do Wikipedia.

O Femen, grupo responsável pelo ato, nasceu na Ucrânia em 2008 e tem filiais em vários países, incluindo o Brasil. As feministas costumam fazer campanhas pelos direitos das mulheres e de minorias. Uma de suas bandeiras é a defesa do casamento gay.

O grupo também já realizou atos contra os casos de pedofilia na Igreja.

Segundo a descrição do site do movimento no Brasil, o seu “objetivo é o extermínio de práticas como turismo sexual, exploração sexual de adultos e crianças, sexismo e todo tipo de patriarcado”.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]