Autoridades da cidade portuária de Neftechala, no Mar Cáspio, convocaram o pastor batista Telman Aliev para um interrogatório e o ameaçaram de ter o mesmo destino do pastor Zaur Balaev caso continue “perturbando a ordem pública” com as suas pregações do Evangelho.

“Nos dias 1 e 2 novembro, o pastor Telman Aliev e seu assistente Jabbar Musaev foram chamados pela polícia para conversações prévias”, contou Ilya Zenchenko, líder da União Batista no Azerbaijão, ao Forum 18.

“O pastor Telman não ficou intimidado e continuará conduzindo os cultos. Mas Jabbar se sentiu forçado a não comparecer mais à igreja. Eles (os policiais) prometeram armar a mesma coisa que fizeram com Zaur Balaev (leia mais sobre ele) caso ele aparecesse novamente na igreja”, disse Ilya.

O líder da União Batista no Azerbaijão observa que, como parte da mesma campanha contra os cristãos, a polícia invadiu e fechou um acampamento de verão em Agdash este ano. “As autoridades estão celebrando uma vitória temporária em cima de alguns de nossos irmãos”, afirmou.

Ilya pede que todos os irmãos em Cristo do mundo se levantem em oração para que estes cristãos que estão sendo perseguidos pelas autoridades e enfrentam acusações falsas recebam suprimento moral e espiritual.

Fonte: Portas Abertas