A igreja evangélica de Ban Sai Jarern ainda é monitorada, com sete policiais do lado de fora. Os oficiais não deixam ninguém entrar ou sair da aldeia Jarern, que fica na provícia de Bokeo, no noroeste do Laos, por mais de uma noite.

Se alguém se perde, os policiais os procuram e os prendem. Fontes cristãs disseram várias outras famílias, por medo das autoridades do Laos, fugiram para outros países.

Algumas famílias que correram às florestas circunvizinhas em julho estão sitiadas e estão necessitadas precisando de comida e alívio.

As fontes disseram ao Compass que o pastor assistente Chaicheng Lee e três outros líderes seculares – Chaijuer Han, Neng Han e Song Yeah Lao – permanecem detidos em uma prisão de Bokeo. Song estaria muito doente.

As esposas deles e as crianças que estavam presas foram soltas, estão em casa, mas a movimentação delas ainda é altamente restrita.

Outro líder secular, Jong Tor Song, que estava preso e foi detido junto com o pastor Lee, foi mandado de volta para o Vietnã com a filha de 14 anos.

No Vietnã, ele tinha sido condenado a sete anos de prisão. A deportação da esposa dele e das outras crianças estava marcada para este mês de outubro, entretanto não pôde ser confirmado se isso já ocorreu ou não.

Zaihue Yang, doutor do Exército da aldeia de Huay Sai, que foi preso no dia 3 de julho, permanece na prisão. Fontes informaram que Jue Por Wang, líder da igreja Ban Fay, e Wang Lee Wang, líder da igreja de Ban Sawan, que foram presos no dia 12 de julho, já foram soltos.

Lembre-se destes irmãos que estão fugindo ou estão presos por causa de sua fé em suas orações.

Fonte: Portas Abertas