Os ateus italianos poderão agora fazer campanha nos ônibus de Gênova (norte), depois de mudarem o slogan que motivou a proibição dessa recente iniciativa publicitária, disse um dos promotores, nesta sexta-feira

A empresa que administra as campanhas publicitárias nos ônibus de Gênova aceitou o lema “a boa nova é que há milhões de ateus na Itália. A notícia melhor ainda é que acreditam na liberdade de expressão”, afirmou o secretário nacional da União de Ateus e Agnósticos Racionalistas (UAAR), Raffaele Carcano.

O slogan escolhido inicialmente – “A má notícia é que Deus não existe. A boa é que não se precisa dele” – foi proibido em janeiro, após ser considerado “uma provocação” pela Igreja italiana.

A mensagem causou tanta polêmica que a empresa de transporte rejeitou a campanha.

“A Igreja não quer aceitar que, na Itália, existam muitos ateus”, alfinetou Carcano, que lançará a mesma campanha em outras cidades italianas.

Os ateus britânicos, assim como os espanhóis, lançaram campanhas similares em janeiro. Nos ônibus londrinos, a propaganda dizia: “Deus provavelmente não existe. Pare de se preocupar e aproveite a vida”.

Fonte: AFP