Um bebê recém-nascido dado como morto na cidade de Mumbai, na Índia, voltou a apresentar sinais de vida um dia depois, quando seus pais o levavam para o cemitério.

A diretoria do hospital Sion, onde a menina nasceu, determinou a abertura de um inquérito independente para investigar um possível caso de negligência dos funcionários que atenderam a mãe da criança.

“Temos que determinar a responsabilidade. Os médicos que estavam de plantão estão sendo interrogados”, disse Suleiman Merchant, diretor interino do Sion.

Merchant disse que a mãe da criança, de 30 anos, estava grávida de sete meses. Durante o final de semana antes do nascimento ela teve pressão alta e, durante o parto, teve convulsões. Para tratar estes problemas, ela teve que tomar remédios fortes.

Barulho

O bebê foi declarado morto na noite de segunda-feira. Um atestado de óbito foi emitido na manhã de terça-feira e, duas horas depois, o corpo foi entregue aos pais.

Mais tarde, quando o efeito dos remédios tomados pela mãe passou, o bebê “demonstrou que tentava respirar”, disse Merchant. Quando os pais levavam o bebê para o cemitério, a criança começou a fazer barulho e foi levada às pressas de volta ao hospital.

Há informações de que ela está em estado grave e respira com ajuda de aparelhos. Especialistas afirmam que provavelmente os remédios dados à mãe reprimiram os batimentos cardíacos da criança, que voltaram a ficar fortes depois que o efeito dos medicamentos passou.

Fonte: BBC Brasil