O papa Bento 16 disse, neste domingo, durante a missa de Pentecostes, oficiada na basílica de São Pedro, que a Igreja “supera todas as fronteiras de raça, classe e nação”.

O Pontífice manifestou que o Espírito Santo a criou como “a Igreja de todos os povos” e que esta “abraça o mundo inteiro”.

Bento 16 ressaltou ainda que a Igreja “não deriva da vontade humana, da reflexão, da habilidade do homem ou de sua capacidade de organização, já que, se fosse assim, teria se extinguido há muito tempo, como ocorre com todas as coisas humanas.”

O Pontífice assinalou que apesar de todas as festividades litúrgicas da Igreja serem “grandes”, a do Pentecostes o é “de maneira singular, porque marca, alcançado o 50º dia, o cumprimento do evento da Páscoa, da morte e ressurreição de Jesus, através do dom do Espírito do Ressuscitado.”

Bento 16 também insistiu que “o mundo é fruto de um ato de amor de Deus, que fez todas as coisas, e do qual Ele se alegra porque é uma coisa boa, uma coisa muito boa.”

[b]Fonte: Folha Online[/b]