O Papa Bento XVI lembrou todos os que perderam a vida ao tentar levar a paz ao Iraque durante a audiência pública realizada hoje na Praça São Pedro.

O Pontífice desejou que seu sacrifício “contribua para sustentar o caminho do renascimento e da esperança do querido povo iraquiano”.

Bento XVI saudou hoje os representantes das famílias dos 17 militares e dois civis italianos que morreram em um atentado em Nassiriya, no sul do Iraque, em 12 de novembro de 2003.

“Que a memória de todos os que sacrificaram o bem supremo da vida pela nobre tentativa da paz contribua para sustentar o caminho do renascimento, cheio de esperança, do querido povo iraquiano”, afirmou o Papa.

O atentado suicida cometido com um carro-bomba contra o quartel-general dos Carabineiros em Nassiriya representou o maior número de baixas militares da Itália desde a Segunda Guerra Mundial.

Fonte: EFE