O bispo de Xangai da Igreja Católica oficial chinesa, Aloysius Jin Luxian, faleceu este sábado aos 96 anos, anunciaram as autoridades da cidade em um comunicado.

Um encarregado da diocese confirmou o falecimento do bispo, no entanto não especificou a causa da morte.

A sucessão do bispo de Xangai se anuncia delicada e será um teste das relações entre Pequim e o Vaticano após a eleição do Papa Francisco.

Normalmente, o monsenhor Taddheus Ma Daqin devia suceder o bispo falecido, mas ele foi revogado de suas funções de bispo auxiliar de Xangai no ano passado, ao romper com as autoridades religiosas oficiais, com o aval do papa Bento XVI.

Aloysius Jin Luxian foi nomeado bispo em 1988.

A comunidade católica chinesa – de 5,7 milhões de fiéis, segundo cifras oficiais, e 12 milhões segundo fontes independentes – se divide entre a Igreja oficial, cujo clero depende das autoridades comunistas, e uma Igreja “do silêncio” ou “subterrânea”, que obedece à Santa Sé.

[b]Fonte: AFP[/b]