O líder da Igreja Universal, Edir Macedo, foi convidado, e com ele também estava, entre outros, Alexandre Raposo, presidente da Record.

Se durante as eleições, bispo Edir Macedo foi cabo eleitoral de Lula e sua candidata, Dilma Rousseff, com a vitória da petista o presidente da Igreja Universal do Reino de Deus não poderia ficar fora da festa. O bispo foi um dos poucos líderes que estiveram na posse da presidente, no dia 1º, em Brasília.

O presidente do Grupo Record – que inclui TVs, Rádios e um Jornal, cumprimentou a presidente Dilma Rousseff, e participou de um encontro reservado no Palácio do Planalto, onde também estiveram chefes de Estado.

Edir Macedo foi convidado, e com ele também estavam Alexandre Raposo, presidente da Record; Douglas Tavolaro, vice-presidente de Jornalismo; e Marcos Pereira, presidente de Relações Corporativas do Grupo Record. Depois que as autoridades saíram, a presidente recebeu o bispo e suas congratulações.

Durante as eleições Macedo trocou acusações com Silas Malafaia por apoiar Lula e sua candidata, Dilma Rousseff.

[b]Fonte: Creio[/b]