O bispo metodista sul-africano Paul Verryn recomendou aos torcedores que pensem duas vezes antes de viajar para acompanhar a Copa do Mundo de 2010 em função dos recentes ataques a estrangeiros ocorridos no país.

“Se esta é a forma como nosso país trata os estrangeiros, todos devem pensar duas vezes antes de vir”, disse Verryn em entrevista publicada pela edição desta semana da revista alemã Der Spiegel.

Centenas de pessoas procedentes de países como Zimbábue e Malauí buscaram refúgio na igreja de Verryn para escapar da perseguição violenta à qual foram submetidos nas ruas de Johanesburgo.

Verryn disse que muito deste comportamento é alimentado pela imprensa do país, que estimula o ódio e os preconceitos entre os estrangeiros. Ele também acha que os incidentes foram planejados, com políticos e funcionários locais por trás disso.

Fonte: EFE