Os bispos irlandeses alertaram sobre o aumento do alcoolismo no país, que cresceu 40 % nos últimos 10 anos, na medida proporcionalmente inversa ao que ocorreu em outros países europeus, onde a média está diminuindo.

Segundo os prelados, a causa desse fenômeno está no desenvolvimento econômico e no bem-estar. Os bispos dirigiram uma carta pastoral aos fiéis, neste período de Quaresma, intitulada “Álcool, o desafio da moderação”, exortando o povo a fazer abstinência de álcool.

O documento foi publicado no “Dia de oração pela moderação”, celebrado no último dia 18, e apresentado em Dublin, por ocasião dos 150 anos da morte de Pe. Theobold Matthew, fundador do “Movimento pela moderação” na Irlanda. O sacerdote dedicou toda a sua vida à luta contra o alcoolismo.

O objetivo da iniciativa _ explicou o bispo auxiliar de Dublin, Dom Eamonn Oliver Walsh _ “é criar, no país, um debate onde as pessoas possam entender o que está acontecendo, e mudar os costumes em relação ao consumo de bebidas alcoólicas”.

Segundo os bispos, esse é um desafio para o povo irlandês, para a Igreja Católica e para o governo. Os prelados convidam o governo a financiar os tratamentos e a considerar os centros de recuperação como uma prioridade.

Fonte: Rádio Vaticano