Os bispos católicos europeus defenderam neste sábado em Fátima o reforço do diálogo ecumênico entre as religiões cristãs, sem perder a identidade de cada uma.

“A responsabilidade de tudo por todos” é o “novo objetivo do ecumenismo”, disse o arcebispo de Belgrado, D. Stanilav Hocevar, durante uma sessão do Conselho das Conferências Episcopais Européias (CCEE), que termina no domingo, em Fátima.

Os representantes da Igreja Católica afirmaram que o “ecumenismo não está em crise”, considerando que é “possível dialogar” sem “perder a identidade clara” de cada religião, nem procurar apenas os pontos de “separação” entre cada crença.

A última assembléia ecumênica européia, que aconteceu em setembro na Romênia, demonstrou que “o cristianismo tem um grande papel na Europa secularizada”, disseram os organizadores do encontro.

Ainda segundo os bispos europeus, “o cristão é chamado para assumir a profundidade no diálogo, aprofundando a fé e a espiritualidade das várias confissões cristãs, mas sobretudo aprofundando as várias identidades”, de cada crença.

Na reunião deste sábado a entidade aprovou a entrada da arquidiocese de Mônaco e da única diocese católica de Moldova, um país de tradição ortodoxa.

Fonte: Lusa