Os bispos católicos mexicanos exortaram os traficantes de drogas a aproveitarem a Quaresma e abandonarem a criminalidade, pondo fim a uma onda de violência que já deixou milhares de mortos.

“Convidamos todos aqueles envolvidos nessas situações absurdas de tráfico de drogas para aproveitarem a Quaresma e começarem no sincero caminho da conversão a Deus”, disseram os bispos num comunicado distribuído à imprensa. A Quaresma, período de penitência e jejum entre a Quarta-Feira de Cinzas e a Semana Santa, é muito respeitada no México, predominantemente católico.

Os bispos consideraram o tráfico de drogas um “pecado social” que resulta da “supervalorização dos bens materiais”. Eles também elogiaram os esforços do governo para reprimir os traficantes e ofereceram orações às vítimas do crime organizado. Desde que assumiu o governo em dezembro de 2006, o presidente Felipe Calderón, que conta com forte apoio do alto clero da Igreja, tem usado as forças armadas para combater o tráfico de drogas, enviando mais de 24 mil soldados e agentes federais em bastiões de traficantes em todo o país. A violência assumiu nos últimos meses proporções alarmantes no México.

Fonte: A Tarde Online