A Conferência Episcopal dos Estados Unidos afirmou, durante um encontro que teve início nesta segunda-feira, dia 12, em Baltimore, e se concluirá nesta quinta-feira, que “a atual situação no Iraque é inaceitável e sem fundamento”.

Na nota, os bispos convidam o governo norte-americano a estabelecer um diálogo honesto e civil com o governo iraquiano. “Não temos competência específica em matéria de política, economia ou incursões militares, mas achamos que nossa nação deve se ocupar, sobretudo, da ética da retirada das tropas norte-americanas do Iraque.”

“Segundo os ensinamentos da Igreja, a paz deve ser construída na instauração da justiça” _ afirmam os bispos em sua nota. Os prelados sublinham ainda, que construir a paz no Iraque requer um grande esforço político, diplomático e econômico, e não uma ação militar. “Esse esforço deve começar no Iraque e se espalhar pelo mundo inteiro” _ ressaltam os prelados.

O Episcopado considera “grave” a situação no Iraque, e afirma que os Estados Unidos têm o dever moral de ajudar no desenvolvimento econômico e na reconstrução do país.

Finalizando, os bispos pedem que o governo de Washington faça maiores esforços, em prol de milhões de deslocados provocados pela ocupação anglo-norte-americana do Iraque, desencadeada em março de 2003.

Fonte: Rádio Vaticano