No dia do Dia sem Globo, o Ibope marcou quinze pontos de audiência que costumava render mais em outros dias da semana.

Depois de cenas de um suposto estupro ocorrido na casa do BBB 12, internautas, grupos religiosos e pró-família aumentaram a mobilização em prol da retirada do BBB ao programa e contra a emissora.

No dia do Dia sem Globo, o Ibope marcou quinze pontos de audiência que costumava render mais em outros dias da semana. A média, entretanto, permaneceu quase a mesma alcançada na semana anterior, segundo Lauro Jardins da Veja.

Líderes evangélicos vieram pregando o boicote ao BBB 12 dizendo que isso é uma insulta a Deus.

“Sim, deve ser boicotado, esse tipo de programa avilta o ser humano e insulta a Deus”, disse recentemente Ariovaldo Ramos, ex-presidente da Visão Mundial ao The Christian Post.

No Facebook, uma página criada “Boicote ao BBB” expressava: “Boicote ao BBB, diga não a esse esgoto. Diga não a um programa que mostra uma vitrine corpos perfeitos que ficam a amostra. Uma falta de conteúdo impressionante! Nada mais que baixaria, ambição, sensualidade e promiscuidade ridícula…”

Um abaixo assinado pela retirada do BBB12 do ar e pedido de instauração de processo também foi lançado no Facebook alegando que o programa não contribui para a boa formação da sociedade. O abaixo assinado já conta com mais de 7.000 assinaturas.

Apesar das petições e campanhas de boicote ao programa, ainda não há nenhum sinal ainda de que o BBB será retirado do ar. No ano passado, um outro movimento contra a Globo foi realizado durante a copa do mundo, mas não obteve muito sucesso, segundo os veículos de comunicação.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]