A Igreja Bola de Neve foi citada por uma reportagem do jornal O Estado de São Paulo sendo ligada a uma doação da Prefeitura de São Paulo no valor de R$ 136 mil para a realização de um campeonato de futebol.

A matéria diz que o repasse foi feito para o Instituto Paulista de Arte e Música (IPARTE) para realizar a Copa dos Bolas de Futebol Society, evento que aconteceu durante cinco rodadas, sempre as sextas-feiras com cerca de 20 equipes.

O dono da IPARTE disse ao jornal que entre as equipes havia um pessoal ligado à igreja Bola de Neve e que, como o repasse não poderia ser feito para eventos religiosos, ele mudou de novo.

Porém a Igreja Bola de Neve, através de sua assessoria, enviou uma nota negando qualquer participação com este evento e afirmando ainda que não conhece e nem tem ligações com a IPARTE, empresa familiar que presta serviços para casamentos.

“A Igreja Bola de Neve desconhece o trabalho realizado pelo Instituto Paulista de Arte e Música (IPARTE) e, ainda, declara que nunca contratou tal entidade ou teve qualquer contato com o seu presidente, Sr. Osmar Augusto Oliveira. Em nenhum momento, recebeu benefícios financeiros da citada entidade para a realização de qualquer ação”, diz o texto.

A denominação liderada pelo apóstolo Rina é conhecida em todo o Brasil pela ligação entre fé e esportes, principalmente o surf. Em 2014 a Bola de Neve realizou sim um torneio de futebol, mas não foi o evento descrito pela IPARTE.
Esse evento foi organizado pelos membros no Clube Nacional pela Arena WS, empresa que ficou responsável por todos os trâmites e que cobrou dos participantes uma inscrição e ainda cobrou o valor do árbitro que participou de cada jogo, ou seja, não houve a participação de recursos vindos da prefeitura ou de nenhum outro órgão.

Diante das afirmações feitas pela reportagem do Estadão, a Igreja resolveu tomar medidas judiciais e veio a público dizer que “repudia veementemente o mau uso de verba pública”.

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]