Brad Pitt se abriu sobre sua infância em uma família cristã em Oklahoma – e o seu testemunho não é exatamente brilhante.

[img align=left width=300]http://wca.christianpost.com/portuguese/images/h-photoNews/20110518/962/brad-pitt.jpg[/img]Ele cresceu como o filho de conservadores Batistas do Sul e seu irmão, Doug, ainda é um paroquiano ativo.

Falando a jornalistas no Festival de Cannes esta semana, Pitt admitiu que tem “problemas” com a religião.

“Eu tenho tido que trazer coisas ditas serem caminho de Deus, e quando as coisas não davam certo isso era chamado o plano de Deus,” disse ele.

“Eu tenho meus problemas com isso. Não me faça começar. Achei muito sufocante.”

O pai de seis, de 47 anos de idade, esteve em Cannes para a primeira exibição de seu novo filme, com Sean Penn, “árvore da Vida,” no qual ele interpreta um pai autoritário.

Ele expressou a esperança de que as crianças de sua vida real, com Angelina Jolie cresçam pensando nele como um bom pai e ator.

“Eu penso em tudo que eu faço agora que meus filhos vão ver quando eles crescerem e como eles vão se sentir,” disse ele.

“Mas eles me conhecem como um pai e eu espero que eles só pensem em mim como um ator muito bom.”

Pitt não é a única celebridade com “questões” sobre a sua educação religiosa.

A cantora Katy Perry tem falado frequentemente sobre a crescer com pais evangélicos estritos.

Ela disse recentemente que o único livro que sua mãe já leu para ela foi a Bíblia e que a compra de música não-cristã era um não-não.

Ela chegou a ir tão longe a ponto de dizer: “Eu não tive uma infância.”

[b]Fonte: The Christian Post[/b]