Mais da metade afirma não ter lido nenhum livro nos últimos seis meses. Quando leem, buscam livros de romance ou ficção, a Bíblia e temas religiosos ou de espiritualidade.

O brasileiros têm mesmo pouco hábito de leitura. Para se informar sobre o que acontece em sua cidade, no Brasil e no mundo, buscam a TV aberta, cuja programação preferida se concentra em novelas, filmes (principalmente os norte-americanos) e telejornais.

Na música, os estilos preferidos são sertanejo, MPB, forró, gospel e pagode. Essas constatações são resultados da pesquisa Públicos de Cultura, realizada pelo Serviço Social do Commercio (Sesc) e Fundação Perseu Abramo, e divulgada na última quarta-feira, 9.

A pesquisa foi feita com 2400 pessoas acima de 16 anos, de 139 municípios das cinco regiões do país. Os dados foram colhidos entre 31 de agosto a 8 de setembro de 2013.

Mais da metade dos entrevistados (58%) afirma não ter lido nenhum livro nos últimos seis meses. Quando leem, as pessoas buscam livros de romance ou ficção (19%), a Bíblia (18%) e temas religiosos ou de espiritualidade (10%).

Televisão
Quanto à TV, 62% dizem preferir os canais abertos, 28% assistem tanto a TV aberta quanto a fechada. As novelas são os programas prediletos de 54% dos estrevistados, seguidas pelos filmes (52%). Entre eles, os do gênero aventura respondem pela preferência de 39% das pessoas, enquanto comédia (38%) e romance (29%) estão em segundo e terceiro lugares. Os filmes norte-americanos são os mais vistos pelos brasileiros (45%), enquanto os nacionais são assistidos por 33%. A terceria opção dos brasileiros na TV são os telejornais, assistidos por 44% dos entrevistados.

[b]Música[/b]

A música sertaneja, apreciada por 40% dos entrevistados, é a mais popular do país, seguida pela MPB (23%), forró (20%), gospel (18%) e pagode (17%).

[b]Arte[/b]

Quando perguntados sobre o gênero teatral preferido, 33% dos entrevistados citam a comédia. Drama (9%), peças infantis (6%) e musicais (5%) aparecem bem abaixo dos que dizem não gostar de nenhum gênero (23%) e dos 28% que não souberam responder ou nunca assistiram a espetáculos de teatro.

Para se informar sobre atividades culturais, a maioria (47%) busca sugestões de parentes e amigos, 36% procuram obter informações pela mídia em geral, 25% pela internet e 10% em carros de som.

Entre os dados socioeconômicos, a pesquisa revela que sete em cada dez pessoas pesquisadas trabalham no ramo de serviços (45%) ou do comércio (29%). A maior parte é casada e segue alguma religião. Os católicos são 57%, seguidos por evangélicos (28%), e pelos que se dizem sem religião mas que acreditam em Deus (11%) e espíritas kardecistas (4%).

[b]Fonte: Divirta-se – UAI[/b]