A cantora pop Britney Spears ainda surpreendeu seus fãs recentemente ao apontar o escritor cristão Max Lucado como seu autor favorito.

Conhecido no meio cristão, Lucado é autor de diversos best-selers e pastor na Oak Hills Church, em San Antonio, Texas.

Britney Spears causou controvérsias também ao se declarar contra o casamento gay, e ao explicar que tal opinião se deve à sua formação cristã.

As opiniões da cantora, classificada por muitos como a “princesa do pop”,causaram polêmica na imprensa norte americana. O jornal New York Daily News afirmou em uma manchete que a cantor “nomeou um pastor pedófilo como autor favorito”, motivado, principalmente, por um artigo escrito por Max Lucado em 2004, no qual ele condena o casamento gay.

A imprensa norte-americana tem afirmado também que a declaração da cantora contra o casamento gay pode fazer com que ela seja “jogada para fora do altar dos homossexuais”, tido por muitos como um dos principais públicos de Spears.

De acordo com o tablóide americano National Enquirer, os agentes da cantora tentam agora fazer com que suas declarações não tomem grandes proporções, e enfatizam não haver nada de homofóbico em suas declarações.

– Ela trabalhou e dançou com um monte de gays nos últimos anos. Nunca houve homofobia, mas seu não apoio ao casamento gay se dá porque ele acredita ser contra a Bíblia – afirmou um informante do tablóide.

[b]Fonte: Gospel+[/b]