Empresa de fast-food Burger King
Empresa de fast-food Burger King

Burger King está sob polêmica por um anúncio que incentiva as mulheres a fazer sexo por dinheiro e hambúrgueres gratuitos.

O anúncio prometia às mulheres russas uma vida inteira de sanduíches grátis e um prêmio de US$ 47 mil em dinheiro se engravidassem de um jogador da Copa do Mundo de Futebol. A campanha foi lançada no canal de mídia social russo VK.

O anúncio foi feito para as “garotas russas que conseguem os melhores genes do futebol” e “estabelecem o sucesso da seleção russa de futebol”.

Burger King retirou o anúncio depois de receber várias críticas nas redes sociais.

“É uma campanha muito estúpida … do povo infernal da cadeia de fast-food”, disse Vitaly Milonov, líder da Duma russa, a repórteres. “(Eles estão) tentando atrair atenção, não melhorando a qualidade, mas através de ofertas tolas”.

Até mesmo o pastor e evangelista Franklin Graham opinou, dizendo que “uma vida inteira de #Whoppers não chegará perto de pagar o preço de promover o pecado”.

“Isso é além de inapropriado. É ofensivo – e grosseiramente errado em todos os níveis”, disse ele em um post no Facebook.

A empresa pediu desculpas por criar a promoção.

Em uma declaração à Associated Press, o Burger King disse: “Lamentamos a promoção claramente ofensiva que a equipe na Rússia lançou online”. 

Ele disse que a oferta “não reflete nossa marca ou nossos valores e estamos tomando medidas para garantir que esse tipo de atividade não aconteça novamente”.

Fonte: CBN News