A Câmara Municipal de Natal está realizando desde ontem o projeto da Bíblia Manuscrita, lançado em abril no Estado. A proposta de reescrever a Bíblia manualmente é uma iniciativa da Sociedade Bíblica do Brasil em homenagem ao Ano da Bíblia e em comemoração aos 60 anos de existência da Sociedade.

Os 27 Estados do país estão envolvidos no projeto que contará com a participação de todos os segmentos da sociedade. “O projeto é inclusivo e pretende alcançar todas as pessoas. É uma oportunidade também de evangelização, porque elas vão entrar em contato com a Bíblia Sagrada”, destaca o vereador Osório Jácome (PSC), integrante do comitê de organização do Ano da Bíblia no estado.

“Scriptorium” é o nome usado para os locais onde as pessoas podem contribuir com a escritura. Cada estado possui um coordenador e voluntários. O Açaí do Joca Júnior, o Colégio Bereiano, a Câmara Municipal de Natal e diversas igrejas da cidade são lugares onde os interessados em participar do projeto podem encontrar os voluntários que auxiliam os “copistas” a transcrever o conteúdo da Bíblia na seqüência correta.

A Coordenadora do projeto no Estado, Raimunda Freire, diz que outras cidades do RN estão participando, é o caso de Macau, Mossoró, Carnaúba dos Dantas, Jucurutu, Pau dos Ferros e Caraú. “É interessante como as pessoas, independente de religião, tem abraçado o projeto”, afirma Raimunda. Para a voluntária Cíntia Silva o principal objetivo da escritura é “reunir brasileiros, não importando escolaridade ou classe social, em torno de um projeto que é significativo. Com um grau mínimo de dificuldade, que é fazer a cópia fiel de um modelo escolhido como sendo a versão mais popular hoje produzida no Brasil”. Ela lembra que embora a Bíblia seja um livro popular, é ainda pouco conhecido. “Às vezes a Bíblia é usada mais como um objeto mítico do que propriamente um livro que tem um conteúdo que precisam conhecer”.

Vereadores participaram da escritura da Bíblia na manhã de ontem. Até outubro, voluntários estarão na biblioteca da Câmara às terças e quintas pela manhã para ajudar os interessados em deixar sua escrita na Bíblia Manuscrita do Estado. O presidente da Câmera Dickson Nasser (PSB), ressalta que desde o início apoiou o projeto por considerar relevante o incentivo da leitura da Bíblia. O vereador Hermano Moraes (PMDB), ao terminar de transcrever alguns versículos destacou: “é importante que o povo esteja cada vez mais próximo de Deus”. Até o final do mês de outubro, a Bíblia estará sendo transcrita em todo o Brasil. Quando essa fase terminar, os estados enviarão os escritos ao parque gráfico da Sociedade Bíblica do Brasil em Barueri, São Paulo. Uma vez encadernadas, as Bíblias Manuscritas serão enviadas de volta para os Estados.

Fonte: Tribuna do Norte