A Câmara de Sorocaba vota nesta quinta-feira, em primeira discussão, o projeto de resolução que cassa o título de cidadania sorocabana concedido ao apóstolo Estevam Hernandes, da Igreja Renascer em Cristo. A proposta é do vereador Benedito de Jesus Oleriano (PMN), o Ditão.

De acordo com o projeto, fica revogado o decreto legislativo de 27 de abril de 2006, que concedeu o título de cidadão ao apóstolo. O título foi iniciativa do vereador Calos Cezar (PSC), entregue em 26 de outubro.

Carlos Cezar tentou, na sessão de quinta-feira passada, matar no ninho o projeto, como se diz na gíria. Mas, por 11 votos a sete, a proposta seguiu para análise em plenário pelos vereadores.

Na justificativa que acompanha o projeto, Ditão afirma que a honraria é assunto sério em que se condecora pessoas de passado honesto, que prestaram serviços na cidade. Em 2007, Estevam e a sua esposa, a bispa Sônia Hernandes, foram presos em Miami (EUA) com US$ 56,4 mil escondidos em uma bolsa, na capa de uma Bíblia, em um porta-CDs.

Carlos Cezar deve usar na defesa o voto do ministro Marco Aurélio do STF (Supremo Tribunal Federal) a favor do encerramento da ação penal contra os fundadores da igreja pelo crime de lavagem de dinheiro. Para o ministro, não se tem como dizer que o acusado praticou o delito de lavagem de dinheiro no caso.

Fonte: Rede Bom Dia