Rede de TV Televisa, na cidade de Guadalajara, no México.
Rede de TV Televisa, na cidade de Guadalajara, no México.

Mais de 33 mil pessoas assinaram uma campanha dirigida à rede Televisa, exigindo que deixe de transmitir a novela gay “Papá a toda madre”, que estreou em 23 de outubro e apresenta um casal homossexual como protagonista a fim de promover a aceitação da “diversidade” sexual no México.

Em declarações ao programa ‘Cuéntamelo Ya’, o ator Andrés Zuno, que interpreta um dos personagens principais, explicou que “são um casal de jovens apaixonados que enfrentam a aceitação de todas essas crianças que vivem perto deles e de algumas mentalidades fechadas, e como ele começa a mudar as consciências, provocando uma abertura ao diálogo, vendo a verdadeira convivência que existe na sociedade e que devemos enfrentar essa diversidade maravilhosa”.

Para a plataforma internacional CitizenGO, “o objetivo da Televisa é normalizar a homossexualidade”.

Em uma pesquisa realizada pela popular revista ‘People’, em espanhol, com mais de 20 mil pessoas através do seu site, 80% dos entrevistados assinalaram: “eu não gosto da mensagem” da novela gay.

O abaixo-assinado, organizado pela plataforma CitizenGO, exige que Emilio Azcárraga Jean, Presidente da Televisa, pare de transmitir a polêmica novela.

“Eles me decepcionaram. Achei que a Televisa queria construir uma sociedade melhor, fortalecer a família como a célula básica da sociedade mexicana. Pensei que era verdade o que afirmam a respeito dos seus valores de credibilidade, honestidade e profissionalismo”, assinala a carta que acompanha o abaixo-assinado.

“Infelizmente, eu estava errado. Claro que eu não assistirei esta polêmica novela. Nem o seu canal. Desconfio dos seus critérios éticos e existem mais alternativas de lazer”, concluiu.

Para ver e assinar a petição (em espanhol) acesse este link: http://www.citizengo.org/es/107372-dejen-emitir-papa-toda-madre